Jardim

Jardim – Passeio das Virtudes
23 Abril, 2017 /

Um miradouro a descobrir

Um jardim que é também um local privilegiado para desfrutar da vista sobre o rio, até à Barra Da Foz do Douro. Construído em socalcos, alberga também um chafariz que é Monumento Nacional.

O jardim, localizado nas traseiras do Palácio da Justiça, é muito procurado pela paisagem, mas é também um local para passear e para relaxar ao final do dia, recebendo frequentemente várias atividades de animação durante a primavera e verão.

Neste jardim existe a maior árvore da espécie Ginkgo Balboa existente em Portugal, com cerca de 35 metros. Outro ponto de interesse é a escultura “quatro Cavaleiros do Apocalipse” da autoria de Gustavo Bastos.

Imperdível é também o Chafariz das Virtudes, construído em 1619 e também conhecido como Fonte do Rio Frio, já que era abastecido por um rio (que entretanto foi entubado) e que desaguava junto ao local onde agora está o edifício da Alfândega. A água saía por duas carrancas de pedra. No topo são visíveis as armas reais, bem como cinco escudetes e sete castelos.

 

 

Quinta do Covelo
14 Março, 2017 /

Ar puro e espaço de lazer

O espaço, datado do século XIII, foi doado à Câmara do Porto para que aí fosse construído um hospital. A obra nunca avançou, mas a Quinta do Covelo é hoje um lugar ideal para respirar ar puro e fazer desporto.

Este espaço com quase 8 hectares de extensão é um dos locais preferidos por muitos portuenses para correr, andar de bicicleta ou para entreter os mais pequenos já que, para além de uma vasta área, tem também um parque infantil.

A quinta pertenceu a um nobre, que mais tarde a vendeu ao comerciante Manuel José do Covelo, que lhe deu o nome atual. Mudou novamente de dono nos anos 30 do século XIX e acabou nas mãos da autarquia, para que aí fosse construído um hospital para tuberculosos.

A obra nunca foi concretizada e o vasto espaço ajardinado, com pinheiros e sobreiros, alberga hoje em dia um espaço que convida ao lazer, com cafetaria, pista de dirty-jump/BTT e um Centro de Educação Ambiental.

Rua de Faria Guimarães/Rua do Bolama, Porto
Horários:

Parque 7:00/20:00H todos os dias
Parque Infantil: 10:00/20:00H todos os dias
Como chegar:  STCP: 204 e 603

Rotunda da Boavista – Um marco na paisagem
19 Fevereiro, 2017 /

Numa das zonas mais movimentadas da cidade, este é um espaço de tranquilidade, mas também de diversão em ocasiões especiais.

O Monumento aos Heróis da Guerra Peninsular, colocado no centro do jardim, é um ponto de referência na cidade, podendo ser avistado de longe. Mas o jardim da Praça Mouzinho de Albuquerque, vulgarmente designada como Rotunda da Boavista, é também um local de lazer há muitas décadas.

O jardim, datado do início do século XX, foi criado em torno do monumento, um projeto do escultor Alves de Sousa e do arquiteto Marques da Silva. É formado por uma coluna de granito de 45 metros de altura, tendo no topo um leão peninsular a abater uma águia napoleónica. Na base estão esculturas de soldados.

Ainda antes da construção do jardim, este era um local onde se realizavam feiras, mas também touradas ou corridas de bicicletas. Uma tradição que se mantém, já que a Rotunda da Boavista continua a receber carrosséis e outros equipamentos de diversão em ocasiões como o Natal ou o São João.

Camélias, liquidâmbares e tílias são algumas das espécies existentes, mas o grande destaque são as centenárias palmeiras da Califórnia, classificadas como de interesse público.