Atualidade

Casino Espinho
18 Abril, 2018 / ,

Inaugurado em 1974, o Casino Espinho foi desde sempre um marco na área do entretenimento na zona norte do país.

Situado em Espinho apenas a 15 minutos do centro do Porto e com uma localização privilegiada junto à praia, é a referência em termos de jogo e diversão, não só para os locais como para muitos turistas estrangeiros que nos visitam.

Acompanhando as tendências e a mais recente tecnologia, o Casino Espinho oferece cerca de 800 slot machines e uma grande variedade de jogos bancados, bares, restaurantes e ao fim-de-semana alguns dos melhores shows com artistas nacionais e internacionais da actualidade.

 

Boavista Futebol Clube – O clube das “camisolas esquisitas”
27 Março, 2018 / ,

Campeão português em 2000/01, o Boavista tem uma história de mais de 100 anos. Fundado por britânicos, chamou a atenção nos anos 90. O equipamento axadrezado levou a que ficasse conhecido em Itália como “o clube das camisolas esquisitas”.

Os ingleses, que devido aos negócios do Vinho do Porto tinham uma grande comunidade na cidade, introduziram o futebol no Porto. O The Boavista Footballers foi fundado em 1903, mas poucos anos depois, um desentendimento quanto aos dias em que se deveriam disputar os jogos – os portugueses preferiam o domingo, os britânicos queriam jogar ao sábado – fez com que os súbditos de Sua Majestade deixassem o clube.

 

 

Já como Boavista Futebol Clube, teve um grande crescimento ao longo das décadas seguintes. O ponto alto seria a conquista do campeonato português em 2000/01, mas a participação nas provas europeias já acontecia há alguns anos. E foi em 1991/92 que, durante uma eliminatória da Taça UEFA com o Inter de Milão, surgiu a alcunha de “clube das camisolas esquisitas”, numa referência ao equipamento preto e branco axadrezado.

O Estádio do Bessa, remodelado para o Euro 2004, tem um museu com a história do clube, um passeio da fama e duas esculturas da autoria de José Rodrigues em que a pantera, símbolo do clube, está em destaque.

 

 

 

Alexandre Quintanilha
15 Março, 2018 / ,

Cientista internacionalmente reconhecido, Alexandre Quintanilha nasceu em África e viveu nos Estados Unidos, antes de se radicar no Porto, onde dirigiu Instituto de Biologia Molecular e Celular e onde deu aluas até se jubilar. Atualmente é deputado na Assembleia República.

Nasceu em Moçambique a 9 de agosto de 1945, filho de um açoriano e de uma alemã. O pai era um biólogo famoso, mas Alexandre começou por estudar física. Licenciou-se em Física Teórica na Universidade de Joanesburgo, na África do Sul. Viajou mais tarde para os Estados Unidos, estudou na prestigiada Universidade de Berkeley, na Califórnia. Foi durante este período, quando enquanto vivia em San Francisco, que conheceu Richard Zimler, na altura estudante. Zimler, com quem viria a casar já em Portugal, é hoje um escritor famoso, sendo também professor universitário.

Entre 1983 e 1990 foi diretor assistente da secção de Energia e Ambiente no Laboratório Nacional Lawrence. Nos anos 90 foi desafiado a regressar a Portugal e ajudar a fundar o  Instituto de Biologia Molecular e Celular, do qual viria a ser diretor.  A vinda para o Porto aconteceu a convite do neurologista Corino de Andrade, que na altura estava já a pensa criar o Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar. Seria ali que Alxenadre Quintanilha daria aulas até se jubilar. É autor de publicações nas áreas de Biologia, Ambiente e Física Aplicada. É o único português membro do Conselho para Investigação e Exploração da National Geographic Society. Publicou perto de 100 artigos em várias revistas científicas de nível mundial, foi editor e autor de seis volumes em áreas da Biologia e Ambiente. Mais do que um cientista, Alexandre Quintanilha é um apaixonado pelo conhecimento. Viveu em três continentes, fala quatro línguas e gosta de questionar permanente o que parece certo. Se no início sentiu algumas dificuldades de adaptação à cidade, rapidamente se deixou contagiar pela beleza do Porto e pela forma cordial como foi recebido.

 

Espinho Surf Destination 2018 – Ondas & Diversão na praia de Espinho
9 Março, 2018 / ,

Entre 10 e 25 de março Espinho recebe competições internacionais da World Surf League, de Surf e Longboard. Um evento com um vasto programa de animação para todas as idades.

As competições internacionais de surf & longboard centram as atenções durante estes dias, mas quem estiver em Espinho não se limitará a ficar na praia a assistir ao desempenho dos melhores surfistas. Para além de uma mostra de cinema de surf, vão decorrer também workshops de fotografia, exposições, batismos de surf, aulas de surf adaptado, aulas de fitness, workshops relacionados com o fabrico e shape de pranchas, etc. A ESD KIDS Zone é uma nova área do evento, destinada aos mais novos.

A componente competitiva é bastante intensa e ocupa quase todo o mês: nos dias 10 e 11 de Março decorre o Circuito Surf do Norte; de 16 a 18 de Março será a vez do Campeonato do Mundo de Longboard – Longboard World Tour by World Surf League. Entre 21 e 25 de Março disputa-se o Pro Junior Europeu – WSL -World Surfing League.

O Espinho Surf Destination 2018 vai já na sua quinta edição, mas a grande novidade deste ano é integração do campeonato Mundial de Longboard, masculino e feminino, que levará a Espinho os melhores atletas mundiais da modalidade.

Espinho é uma cidade de praia e surf, por excelência, que tem a melhor onda do norte e uma das melhores ondas de surf de nível internacional, sendo que o coração da cidade é junto à praia onde tem lugar o evento.

 

 

 

espinho surf  destination

PARQUES, JARDINS E AS CAMÉLIAS DO PORTO
9 Março, 2018 / ,

Os parques e jardins são um convite ao lazer e descanso, a uma pausa prolongada, um convite ao prazer de andar a pé e um reencontro com a história destes locais, muito dos quais desconhecidos. Mesmo ao virar da esquina, esta cidade pode surpreendê-lo pela beleza de um espaço verde por descobrir.

Percursos variados e repousantes podem ser feitos nos espaços verdes da cidade, destinados a todas as idades e com diferentes encantos ao longo das estações do ano. A riqueza do património natural e a reconstituição de ambientes esquecidos dos nossos espaços rurais propiciam passeios muito didáticos. Por outro lado, a variedade dos equipamentos de apoio existentes, permitem prolongar a estadia e realizar outro tipo de atividades.

Os parques e jardins da cidade do Porto que selecionamos para estes percursos localizam-se em três grandes zonas da cidade que definimos da seguinte forma: Centro Histórico, Baixa e Boavista / (Jardins do Palácio de Cristal, Jardim de João Chagas (Jardim da Cordoaria, Parque das Virtudes, Jardim Botânico, Jardim da Casa da Prelada, entre outros) zona Ocidental (Parque da Cidade, Parque de Serralves e o Jardim do Passeio Alegre, entre outros) e zona Oriental (Parque de S. Roque, Parque de Nova Sintra, Quinta de Villar D´Allen, Quinta de Bonjóia e o Viveiro Municipal, entre outros). Planeie os passeios para as horas mais agradáveis do dia e tenha atenção aos horários de funcionamento dos vários espaços. Recomenda-se o uso de vestuário e calçado confortável.

 

Porque a Primavera está à porta e os dias coloridos começam a fazer falta, não podíamos deixar de dar destaque às Camélias, protagonistas desta época na cidade.

O Porto foi a primeira cidade da Europa a ser conhecida como a “Cidade das Camélias”. Originárias da Ásia, é ao Porto que se deve a entrada destas flores com história no Norte de Portugal e Galiza no séc. XIX. Podemos encontrar estas flores em quase todos os jardins e espaços verdes da cidade. Em espaços públicos, nos cemitérios ou nas casas, as Camélias são rainhas de outubro a abril.

Para que não perca nada da celebração desta flor asiática, descubra os eventos que o Porto preparou para si, no dia 3 e 4 no Mosteiro de São Bento da Vitória. Não perca também o conjunto de iniciativas que vão decorrer em paralelo em diversos locais da cidade!

E não se esqueça: passe por um dos Postos Oficiais de Turismo do Porto, onde poderá encontrar o roteiro “Porto. Cidade das Camélias”, com os melhores locais da cidade para ver e cheirar estas flores! Não deixe de aproveitar também todos os descontos Porto.CARD dedicados a esta época!

Cooperativa Árvore – Uma casa que respira arte
2 Março, 2018 / , ,

Numa antiga casa da nobreza, junto ao Passeio das Virtudes e com uma vista deslumbrante sobre o Rio Douro, nasceu nos anos 60 a Árvore – Cooperativa de Atividades Artísticas, um espaço de divulgação de arte idealizado por grandes nomes da arte portuense.

A Árvore foi fundada em 1963 por artistas, escritores, arquitetos e intelectuais, destacando-se o Mestre José Rodrigues, escultor e autor do famoso Cubo da Ribeira. Juntamente com Armando Alves, Pulido Valente e Ângelo de Sousa, instalaram-se numa quinta abandonada e iniciaram a recuperação do edifício, adaptando-o às novas funções culturais.

A galeria e o auditório foram inaugurados em 1971. Apesar de ter passado já por momentos difíceis, que obrigaram, por exemplo, a que tivessem sido leiloados algumas obras artísticas que pertenciam ao seu espólio, a Árvore tem sobrevivido e marcado, de forma indesmentível, o panorama artístico e cultural da cidade do Porto.

Tendo como objetivo a produção, divulgação e venda de obras artísticas e editoriais e a formação e informação dos sócios e do público em geral na área das artes visuais, dos estudos de arte e em outras áreas da criação e do saber, esta instituição tem uma intensa agenda cultural, com exposições, conferências, palestras e conversas, oficinas e cursos livres, concursos, edição de livros e produção e instalação de obras de arte. Ao longo das últimas décadas recebeu colóquios, ciclos de cinema, teatro e música e deu a conhecer o trabalho de centenas de pintores, escultores, fotógrafos, designers e arquitetos. Poderá visitar, para além das exposições, a loja, as oficinas de técnicas de serigrafia, gravura, litografia e cerâmica (mediante marcação prévia) e desfrutar de uma vista inigualável para o Douro a partir do seu jardim.

 

A casa
O edifício da Árvore foi mandado construir por José Pinto de Meireles e ficou concluído em 1763. O brasão da família é ainda visível na porta de entrada. A quinta e os jardins foram construídos para serem vistos por quem passava no Rio Douro. Hoje, são um miradouro privilegiado e um local bastante animado ao fim do dia, sobretudo no verão.

Informações:

Rua Azevedo de Albuquerque, 1, Porto

Horário

Segunda –Sexta-feira: 9.30-20:00

Sábado – 15:00-19:00

Encerrado: Domingos e feriados

 

Exposições para ver na Árvore:

 

  • 23 de Fevereiro a 3 de Abril– Emerenciano + Helena Jalles

 

As sugestões de João Espírito Santo
15 Fevereiro, 2018 / , ,

É um dos mais famosos dentistas portugueses, com presença regular em programas televisivos e uma missão que o tem levado a revelar um lado solidário: fazer sorrir e cuidar da saúde oral, mesmo das pessoas em situação económica mais débil.

Em Portugal conhecem-no sobretudo como “Senhor Doutor” ou “Doutor João”, graças à sua participação num programa de televisão em que faz tratamentos dentários gratuitos aos mais desfavorecidos. Para além da das consultas e da investigação, tem dado aulas em escolas portuguesas e espanholas.

Nascido no Porto em 1979, João Espírito Santo estudou e trabalhou quase sempre na cidade, onde fundou e dirige a clínica Medical Art Center. Apesar de, por questões académicas e profissionais ter viajado muito durante os últimos anos, o Porto, e sobretudo a zona da Foz são a sua base. É aqui que tem a sua clínica e que reside e é nesta área que estão alguns dos seus locais favoritos. Casado e pai de três filhos, João Espírito Santo aprecia os pratos e restaurantes mais tradicionais, mas também não dispensa um passeio em família junto ao mar ou perto do Rio Douro.

  • Bar 

Casa do Livro (R. da Galeria de Paris, 85 Porto)

Fé Wine & Club (Praça D. Filipa de Lencastre nº1)

  • Restaurante

Cepa Torta

  1. de Gondarém 843, Porto
  • Um passeio

Pelos jardins de Serralves

Ou fazer um passeio de bicicleta da Foz até à Afurada, atravessando de barco e regressando pela ponte D. Luís

  • Local romântico

Jardins do Museu do Vinho Porto –  Rua de Monchique 94

  • Um segredo da cidade (local pouco conhecido)

Enroladinhos de fiambre na Casa Bacelar (Praça Dom Afonso V, 55, Porto) Filetes ou cabidela no Restaurante A Capoeira (Esplanada do Castelo 63, Porto) Capela de Santa Teresinha

 

Um dia no Porto com: Susana Ribeiro
6 Fevereiro, 2018 / , ,

Autora do blogue Viaje Comigo (www.viajecomigo.com), Susana Ribeiro tem passado os últimos anos a viajar pelo mundo. Mas é ao Porto, onde vive, que regressa sempre e, como pode ver pelas suas sugestões, esta é uma cidade que continua a surpreendê-la. Conheça as sugestões de Susana Ribeiro para um dia inesquecível no Porto.  

 

Pequeno-almoço

O Carvalhido é a área que reúne algumas das melhores confeitarias da cidade do Porto. A Nova Real é uma delas e o local perfeito para começar o dia com um pequeno-almoço com pães e pastelaria muito fresca. Como lá é tudo bom, dos salgados  aos doces, é difícil sugerir o que quer que seja. Olhe para as montras e delicie-se, mas aviso que a escolha não vai ser fácil.

 

 

Café ao meio da manhã

Não tomo café. Quando estou em viagem até me dizem, em jeito de brincadeira, que devo ser a única portuguesa, no mundo, que não bebe café. Mas, se for para um chá, a meio da manhã, podia ser na Tavi com vista para o mar, na Foz. E com um docinho a acompanhar.

 

 

Umas compras 

Quem diz compras, diz ver umas montras. E pode ir passear pela Rua Miguel Bombarda, onde tem o Centro Comercial Miguel Bombarda, com diversas lojas diferentes, e dezenas de galerias de arte para visitar. Aqui perto está também o Palácio de Cristal, que vale muito a pena para um passeio, se o tempo estiver convidativo.

 

Almoço

Ao almoço… uma francesinha! Assim tem o dia todo para queimar as calorias a mais. A Rua Passos Manuel já é chamada a rua das francesinhas, de tantas que são as casas que as servem… e o petisco também já se alastrou para a Praça dos Poveiros. Como toda a gente tem uma opinião diferente sobre qual a melhor francesinha, deixo ao vosso critério… Mas, se me pedem para escolher: as do Lado B são muito boas.

 

Umas compras

Na Rua de Guedes de Azevedo, 123, a Mercado Loft Store é uma perdição para quem gosta de artigos de decoração e com peças muito bonitas – que dão prendas muito originais.

 

Jantar

Depois das compras e de uma caminhada no calçadão da Foz, abre-se o apetite para o jantar. Mas, qual escolher? Sugiro o Wish (Largo Igreja da Foz) com comida tradicional e sushi ou o BH Foz (Avenida do Brasil) – que serve de tudo um pouco e fica de frente para o mar.

 

Copo

Hoje em dia, a noite na Baixa do Porto é muito passada nas ruas, mas quando está frio entro no bar Gin House: com bom ambiente e à semana muito tranquilo.

 

Dançar

Há pouco tempo descobri o bar da Embaixada Lomográfica do Porto (perto da praça Carlos Alberto) e o Garden’s (na travessa de Cedofeita). Ambos dão para conversar e para dançar.