A tragédia da Casa das Sereias

A tragédia da Casa das Sereias

Também conhecida como Palácio da Bandeirinha, a Casa das Sereias (assim chamada devido às duas imagens que ladeiam a porta principal) foi construída em meados do século XVIII pela família Portocarrero.

O edifício, um imponente palácio que ainda hoje se distingue na paisagem da cidade, foi construído no local do Cemitério dos Hebreus e da antiga judiaria. A família, apesar da sua riqueza e prestígio, não escapou a alguns episódios trágicos. O dono da propriedade morreu num acidente de barco no Douro e, como não tinha filhos, o palácio passou para o irmão.

Em 1809, durante as Invasões Francesas, um grupo de populares, convencido que um dos elementos da família era conivente com os franceses, chacinou-o no pátio da casa. Os Portocarrero, que entretanto perderam outros membros da família de forma trágica, abandonaram o palácio e não mais voltaram. O edifício esteve fechado até 1995. Foi vendido ao Instituto das Filhas da Caridade, que ali instalaram um colégio que se mantém ainda em funcionamento.

 

 

 

 

O Tripeiro 7ª série Ano XXXIII, Número 3 Março de 2014

(Visited 808 times, 1 visits today)
9 Março, 2018 / ,
Comments

Comments are closed here.

Publicidade
 Instagram #heyporto
No images found!
Try some other hashtag or username
Subscreva a nossa newsletter!