Um navio esteve 20 anos encalhado na praia?

Um navio esteve 20 anos encalhado na praia?

Um naufrágio ocorrido em 1975 deixou vestígios durante duas décadas. A proa do petroleiro Jakob Maersk esteve durante décadas encalhada junto ao Castelo do Queijo, como que recordando a tragédia.

No dia 29 de janeiro de 1975, o petroleiro dinamarquês Jakob Maersk, carregado com 84 mil toneladas de crude, dirigia-se para o Porto de Leixões, mas terá embatido numa rocha no fundo do mar. A casa das máquinas explodiu, o navio partiu-se em três e incendiou-se. O barulho da explosão e a enorme nuvem de fumo negro sobressaltaram a população local, que ainda hoje recorda esse dia fatídico.

O incêndio, que durou três dias, era visível a centenas de quilómetros de distância e provocou, na altura, problemas respiratórios em muitos habitantes de Matosinhos. Sete tripulantes do barco morreram, vários ficaram feridos e o crude espalhou-se por uma enorme extensão.

A zona central do petroleiro e a popa afundaram-se. A proa flutuou durante vários dias, encalhando junto ao Castelo do Queijo, onde ficou durante 20 anos, até ser removida.

(Visited 483 times, 1 visits today)
16 Julho, 2018 /
Comments

Comments are closed here.

Publicidade
 Instagram #heyporto
  • Get your fruits and veggies
  • Couce couce portugalplaces portugalplacesphotos portugal portugal portugalovers portugaldenorteasul outono outonoemportugal
  • H muito que l queramos ir a finalmente chegou esse
  • Les amoureux
  • Capela de S Vitor portoportugal porto portolovers oporto oportocity oportoportugal
  • urbanphotography urbanphotography urbanporto porto portoportugal portolovers portasantigas portasdoporto batentes batentesantigos
Subscreva a nossa newsletter!