Diversão

Coretos do Porto estão em festa
17 Outubro, 2017 /

Os jardins do Marquês, Passeio Alegre e São Lázaro ter ainda mais animação durante o mês de setembro. Os coretos vão estar em festa, com oficinas e música para todas as idades.

Os coretos chegaram aos jardins do Porto no século XIX. Inspirados nos que eram já comuns em França e Inglaterra, tinham como objetivo proporcionar à população o acesso gratuito à cultura. Existiam ainda coretos que só eram montados em dias de festa.

Os coretos dos jardins mantêm-se até aos dias de hoje e durante o mês de setembro vão receber oficinas e música, convidando a fins de tarde dançantes. O acesso é gratuito.

Calendário:

 

CORETO DO JARDIM DO MARQUÊS

03/09 | 19h00-21h00: fim de tarde dançante

 

CORETO DO PASSEIO ALEGRE

07/09-10/09 | 16h00-18h00: oficinas

10/09 | 19h00-21h00: fim de tarde dançante

 

CORETO DO JARDIM DE SÃO LÁZARO

14/09-17/09 | 16h00-18h00: oficinas

17/09 | 19h00-21h00: inauguração + fim de tarde dançante

 

 

Porto Sunday Sessions
22 Agosto, 2017 / ,

Música ao domingo à tarde

O Porto Sunday Sessions é já uma tradição do Verão no Porto. Aos domingos à tarde o Parque da Cidade é paragem obrigatória para terminar da melhor forma o fim de semana.

Música, ambiente descontraído e contacto com a natureza são uma combinação perfeita para acabar o fim de semana. O cenário do Parque da Cidade, um amplo espaço verde situado junto ao mar, é ideal para um fim de tarde perfeito com os amigos e com a família e todos os domingos, até ao próximo dia 17 de setembro, será também um local para ouvir música.

As atuações de djs criam a banda sonora perfeita para momentos de convívio entre pessoas de todas as idades, aproveitando o bom tempo e o ar puro.

Informações:
Parque da Cidade do Porto

6, 13, 20 e 27 de agosto

10 e 17 setembro

Entre as 16h00 e as 20h00

Entrada livre

Museu Romântico da Quinta da Macieirinha
10 Julho, 2017 /

Memórias de um rei e de uma era de ouro

Cercado pelos jardins do Palácio de Cristal e voltado para o Rio Douro, o Museu Romântico da Quinta da Macieirinha é uma verdadeira viagem no tempo até ao período Romântico.

O edifício foi construído em meados do século XVIII, numa zona da cidade onde eram comuns as quintas pertencentes aos grandes comerciantes. Para além de zonas de lazer, com jardins e matas, estas quintas tinham também pomares e hortas.

A Quinta da Macieirinha foi também o local onde morreu, a 28 de julho de 1849, o rei Carlos Alberto de Sabóia, que abdicara do Principado do Piemonte e Reino Sardenha e procurara exílio no Porto.

Nos anos 60, a Câmara do Porto decidiu usar a quinta para recriar o ambiente do século XIX, um período de grande vigor da cidade.  Depois de ter adquirido o edifício, foram recolhidas várias peças para o seu espólio. Humberto de Sabóia, trineto de Carlos Alberto, ofereceu as réplicas dos móveis do quarto onde tinha falecido o seu avô. Os jornais, revistas e quadros da época foram uma importante fonte de informação para reconstruir o ambiente da época. As ofertas do Museu Soares dos Reis e de particulares e algumas aquisições completaram a coleção que hoje pode ser vista. O museu foi inaugurado a 27 de Julho de 1972.

A coleção

Mobiliário – O mobiliário estilo Império ou de traços românticos domina a coleção.

Pintura – Destacam-se as pinturas murais Salas das Telas e de Bilhar, bem como obras de Roquemont e de Francisco José Resende, com costumes e cenas populares do século XIX. A coleção de pintura inclui também o retrato de rei Carlos Alberto, uma paisagem do Porto e quadros com flores.

Têxteis – Tapetes, cortinados e uma vasta coleção de roupa do século XIX são representativos das técnicas e gostos da época, bem como dos hábitos desse período.

Artes Decorativas – Objetos em vidro, cerâmica, madeira, prata e metal, característicos da época.

Informações:

Rua de Entre Quintas, 220 Porto

Horário: De segunda-feira a Sábado, das 10h00 às 17h30 e Domingo das 10h00 às 12h30 e 14h00 às 17h30.

Encerra aos feriados

Preço: Grátis aos fins de semana. Entrada nos dias úteis: 2,00€ por pessoa

 

Casa da Cerveja
10 Julho, 2017 /

Seja mestre cervejeiro por um dia

A cerveja é mundialmente apreciada e já ganhou vários prémios internacionais. Além de desfrutar do sabor, pode também saber como é produzida a Super Bock.

A Super Bock Casa da Cerveja é um espaço imperdível para os fãs da marca. Situada no Centro de Produção da Unicer, em Leça do Balio, é composta por ambientes sofisticados, onde se destaca a inovação da arquitetura e da decoração.

É um circuito que permite conhecer todo o processo de fabrico da cerveja, desde as matérias-primas que lhe dão origem, à produção do mosto, passando pela fermentação.  Este circuito termina no enchimento, onde se pode ouvir a o tilintar das garrafas. Os visitantes ficam também a conhecer os momentos marcantes, histórias e curiosidades da marca Super Bock.

 

A visita ao espaço termina no lounge, onde são apresentadas para prova duas harmonizações com cerveja. Na loja está disponível um conjunto alargado de artigos da marca.

 

As visitas têm uma duração aproximada de 90 minutos, com uma lotação máxima de 50 pessoas por visita. Têm lugar entre quarta-feira e domingo, às 10:30h e às 15:00h (em Inglês, Francês e Espanhol), mediante marcação prévia através do e-mail reservas@superbockcasadacerveja.pt.

 

Morada: R. de Santos Lessa, 4465-332 Leça do Balio

 

A grande festa dos estudantes do Porto
8 Maio, 2017 /

De 7 a 14 de maio os estudantes universitários do Porto estão em festa e a cidade é invadida por uma enorme onda de cor e alegria. Concertos, um gigantesco cortejo e várias atividades culturais envolvem mais de 350 mil estudantes.

A tradição mantem-se há décadas. Durante uma semana, os estudantes universitários do Porto estão em festa, saindo à rua com os trajes académicos, vestes negras que ganham cor cartolas, bengalas e fitas nas pastas que ostentam a cor de cada curso. A festa começa com uma monumental serenata, às zero horas de domingo, dia 7. Na terça-feira, durante a tarde e noite, os estudantes percorrem as ruas da cidade num cortejo que acaba por envolver os seus familiares, os portuenses e os turistas. O cortejo começa junto à Reitoria da Universidade do Porto e termina nos Aliados.

A Missa da Bênção das Pastas, que também tem lugar nos Aliados, é outro dos pontos altos de um intenso programa, que inclui também concertos no Parque da Cidade. No dia 13 sobem ao palco os Kaiser Chiefs.

O Bolhão pelos olhos de duas americanas
23 Abril, 2017 / , ,

“The Undiscovered Food Stories of Northern Portugal” tem o Mercado do Bolhão como protagonista. Com textos de Gabriella Opaz e Sonia Andresson e fotos de Ryan Opaz, este livro, escrito em Inglês, é uma declaração de amor a um dos locais mais míticos do Porto.

O Bolhão é o ponto central das histórias que aqui se contam: as dos vendedores que são a alma do mercado, mas também as dos produtos que ali se vendem diariamente, incluindo receitas de pratos típicos onde são usados.

O livro The Undiscovered Food Stories of Northern Portugal, de Gabriella Opaz e Sónia Andresson (Oficina do Livro), foi nomeado para o Prémio Especial dos prestigiados Gourmand World Cookbook Awards, também conhecidos por “Óscares” da cozinha.

 

Gabriella Opaz, uma das autoras, revelou ao Hey Porto que a inspiração para este livro foi dada pelos próprios vendedores do mercado e pela forma com lidaram com tempos mais difíceis, contribuindo sempre para preservar a herança cultural portuguesa. Entre os variadíssimos produtos à venda no mercado, Gabriella Opaz destaca a broa de Avintes, as suculentas azeitonas do Douro e o peixe.

 

The Undiscovered Food Stories of Northern Portugal

Gabriella Opaz e Sonia Andresson

Disponível para venda em: https://store.catavino.net/

Rua das Flores
14 Março, 2017 /

Rua das Flores

O charme histórico de uma rua que está na moda

Recentemente renovada, esta é uma das ruas mais trendy da cidade. Restaurantes, lojas tradicionais e edifícios históricos tornam a Rua das Flores imperdível para quem quer conhecer o verdadeiro espírito da cidade.

A Rua das Flores surgiu em 1521, por iniciativa de D. Manuel e nessa altura, talvez por ter muitas hortas, chamou-se Rua de Santa Catarina das Flores.  O objetivo era ligar o Largo de S. Domingos e a Porta de Carros, uma porta da muralha fernandina localizada no topo da atual Praça de Almeida Garrett.

Nos anos seguintes, instalaram-se ali alguns aristocratas da cidade. As moradias, assinaladas com brasões e decoradas com bonitas varandas, ainda hoje existem e constituem belos exemplares da arquitetura civil dos séculos XVII, XVIII e XIX. Imperdível é também a Igreja da Misericórdia, da autoria de Nicolau Nasoni e que possui uma das mais emblemáticas fachadas barrocas do Porto.

Esta rua é pedonal e, por isso, ideal para percorrer devagar, reparando em pequenos detalhes, como as caixas de eletricidade pintadas com expressões tipicamente portuenses ou as fachadas e montras das lojas tradicionais. Para além do comércio, tem também cafés e restaurantes, ideais para uma pequena pausa.

Curiosidades:

Muitos dos terrenos onde foi aberta a Rua das Flores pertenciam à Igreja e nas casas mais antigas ainda é possível ver símbolos dos forais que atribuíam a propriedade ao bispo e ao cabido: a roda de navalhas do martírio de Santa Catarina (nas que eram propriedade do bispo) ou a figura do arcanjo S. Miguel (símbolo da pertença ao Cabido).

Esta rua ficou também famosa por um crime ocorrido no século XIX: o médico Urbino de Freitas foi acusado de matar um sobrinho com amêndoas envenenadas, de forma a herdar a fortuna do sogro. Os presentes envenenados foram entregues na Rua das Flores e destinavam-se também a duas outras sobrinhas que ali residiam, mas que acabaram por sobreviver.

Cinema regressa à Baixa
13 Março, 2017 / ,

O Cinema Trindade, no centro do Porto, volta a receber espetadores, 16 anos depois do encerramento.

Com o aparecimento das grandes salas em centros comerciais, os tradicionais cinemas da Baixa perderem público e acabaram por fechar portas. Uma tendência que se inverte agora, com a reabertura do Cinema Trindade e outros projetos em curso.

Este imponente cinema foi inaugurado em 1916, com a designação de “Salão Jardim Trindade”. Para além de uma sala com mais de mil lugares, possuía um terraço para cinema ao ar livre. O novo espaço, que reabre agora, está adaptado aos novos tempos, com duas salas, separadas por um foyer: uma com 183 lugares, outra com 168. A primeira centra-se no cinema de autor e a outra será um espaço para festivais, programadores independentes ou ciclos de cinema.

Este regresso do cinema à Baixa terá o seu ponto alto quando o Cinema Batalha passar a acolher a futura Casa do Cinema, um local que, para além de exibir filmes, terá também um espaço para investigação. A abertura deverá acontecer em 2018. O Cinema Passos Manuel, junto ao Coliseu, será também modernizado.

Rua do Almada 412, Porto

 

fotos: Miguel Nogueira/CM Porto

Rua de Santa Catarina
19 Fevereiro, 2017 /

É a rua ideal para fazer compras. Com centenas de lojas e animação constante, tem muitos locais imperdíveis.

Com 1500 metros de extensão, a Rua de Santa Catarina, na Baixa do Porto, é o local preferido por portuenses e turistas para fazer compras. Parte desta rua é pedonal, o que a torna no lugar perfeito para ver montras, comprar desde vestuário até produtos tradicionais portugueses ou até artigos de artesanato em bancas colocadas ao longo dos passeios. Tornou-se também um local de animação permanente, graças aos muitos artistas de rua que todos os dias atuam para quem passa.

As lojas mais tradicionais juntam-se a marcas internacionais, criando uma oferta comercial capaz de agradar a todos os gostos. Os cafés, restaurantes e esplanadas permitem descansar do passeio ou sentir um ambiente cada vez mais cosmopolita.

Dada a sua localização central, é também o ponto de partida ideal para um passeio à descoberta do Porto.

Pontos de interesse

Café Majestic – Inaugurado em 1921, é o café mais famoso do Porto. Um espaço requintado e cheio de glamour, com uma decoração única onde se destacam os espelhos, a imponente entrada e um pátio interior.

Capela das Almas – Construída nos princípios do séc. XVIII, esta capela destaca-se pela fachada coberta de azulejos, representando passos da vida de S. Francisco de Assis e de Santa Catarina.

Decoração Arte Nova – as fachadas da Ourivesaria Reis & Filhos e da Livraria Latina Editora, ambas junto à Igreja de Santo Ildefonso, estão decoradas com esculturas em ferro fundido no estilo Arte Nova

Via Catarina – instalado num edifício que já serviu de sede para um jornal, este centro comercial, para além de dezenas de lojas, tem uma área de restauração que faz lembrar uma rua típica da cidade

Pérola Negra: noites vintage no coração da Baixa
19 Fevereiro, 2017 / ,

O Pérola Negra recupera o espírito das noites dos anos 80 e 90 num espaço que mantém a estética “retro” e algo burlesca e onde a diversão é garantida.

É um dos mais recentes espaços de diversão noturna na cidade do Porto. O Pérola Negra, que durante mais de 40 anos funcionou como boîte destinada ao público masculino, manteve a decoração onde predominam madeiras escuras, as paredes com espelhos e bancos forrados a vermelho em redor de pista de dança com estrado e bola de cristais.

Hoje é um local de diversão para várias gerações, localizado em plena Baixa e, por isso, ideal para uma noite bem passada. Para além deste novo conceito de “um espaço para todos”, o Pérola Negra aposta também em recuperar o espírito das noites dos anos 80 e 90, quando a noite começava com a abertura da pista de dança, com efeitos de fumos e uma música específica. Depois, e à medida que as horas passam, a música torna-se mais atual e a pista é invadida pelos mais recentes hits da música de dança.

Rua de Gonçalo Cristóvão 284, Porto

Informações/Reservas telf-935200913