Diversão

O Bolhão pelos olhos de duas americanas
23 Abril, 2017 / , ,

“The Undiscovered Food Stories of Northern Portugal” tem o Mercado do Bolhão como protagonista. Com textos de Gabriella Opaz e Sonia Andresson e fotos de Ryan Opaz, este livro, escrito em Inglês, é uma declaração de amor a um dos locais mais míticos do Porto.

O Bolhão é o ponto central das histórias que aqui se contam: as dos vendedores que são a alma do mercado, mas também as dos produtos que ali se vendem diariamente, incluindo receitas de pratos típicos onde são usados.

O livro The Undiscovered Food Stories of Northern Portugal, de Gabriella Opaz e Sónia Andresson (Oficina do Livro), foi nomeado para o Prémio Especial dos prestigiados Gourmand World Cookbook Awards, também conhecidos por “Óscares” da cozinha.

 

Gabriella Opaz, uma das autoras, revelou ao Hey Porto que a inspiração para este livro foi dada pelos próprios vendedores do mercado e pela forma com lidaram com tempos mais difíceis, contribuindo sempre para preservar a herança cultural portuguesa. Entre os variadíssimos produtos à venda no mercado, Gabriella Opaz destaca a broa de Avintes, as suculentas azeitonas do Douro e o peixe.

 

The Undiscovered Food Stories of Northern Portugal

Gabriella Opaz e Sonia Andresson

Disponível para venda em: https://store.catavino.net/

Rua das Flores
14 Março, 2017 /

Rua das Flores

O charme histórico de uma rua que está na moda

Recentemente renovada, esta é uma das ruas mais trendy da cidade. Restaurantes, lojas tradicionais e edifícios históricos tornam a Rua das Flores imperdível para quem quer conhecer o verdadeiro espírito da cidade.

A Rua das Flores surgiu em 1521, por iniciativa de D. Manuel e nessa altura, talvez por ter muitas hortas, chamou-se Rua de Santa Catarina das Flores.  O objetivo era ligar o Largo de S. Domingos e a Porta de Carros, uma porta da muralha fernandina localizada no topo da atual Praça de Almeida Garrett.

Nos anos seguintes, instalaram-se ali alguns aristocratas da cidade. As moradias, assinaladas com brasões e decoradas com bonitas varandas, ainda hoje existem e constituem belos exemplares da arquitetura civil dos séculos XVII, XVIII e XIX. Imperdível é também a Igreja da Misericórdia, da autoria de Nicolau Nasoni e que possui uma das mais emblemáticas fachadas barrocas do Porto.

Esta rua é pedonal e, por isso, ideal para percorrer devagar, reparando em pequenos detalhes, como as caixas de eletricidade pintadas com expressões tipicamente portuenses ou as fachadas e montras das lojas tradicionais. Para além do comércio, tem também cafés e restaurantes, ideais para uma pequena pausa.

Curiosidades:

Muitos dos terrenos onde foi aberta a Rua das Flores pertenciam à Igreja e nas casas mais antigas ainda é possível ver símbolos dos forais que atribuíam a propriedade ao bispo e ao cabido: a roda de navalhas do martírio de Santa Catarina (nas que eram propriedade do bispo) ou a figura do arcanjo S. Miguel (símbolo da pertença ao Cabido).

Esta rua ficou também famosa por um crime ocorrido no século XIX: o médico Urbino de Freitas foi acusado de matar um sobrinho com amêndoas envenenadas, de forma a herdar a fortuna do sogro. Os presentes envenenados foram entregues na Rua das Flores e destinavam-se também a duas outras sobrinhas que ali residiam, mas que acabaram por sobreviver.

Cinema regressa à Baixa
13 Março, 2017 / ,

O Cinema Trindade, no centro do Porto, volta a receber espetadores, 16 anos depois do encerramento.

Com o aparecimento das grandes salas em centros comerciais, os tradicionais cinemas da Baixa perderem público e acabaram por fechar portas. Uma tendência que se inverte agora, com a reabertura do Cinema Trindade e outros projetos em curso.

Este imponente cinema foi inaugurado em 1916, com a designação de “Salão Jardim Trindade”. Para além de uma sala com mais de mil lugares, possuía um terraço para cinema ao ar livre. O novo espaço, que reabre agora, está adaptado aos novos tempos, com duas salas, separadas por um foyer: uma com 183 lugares, outra com 168. A primeira centra-se no cinema de autor e a outra será um espaço para festivais, programadores independentes ou ciclos de cinema.

Este regresso do cinema à Baixa terá o seu ponto alto quando o Cinema Batalha passar a acolher a futura Casa do Cinema, um local que, para além de exibir filmes, terá também um espaço para investigação. A abertura deverá acontecer em 2018. O Cinema Passos Manuel, junto ao Coliseu, será também modernizado.

Rua do Almada 412, Porto

 

fotos: Miguel Nogueira/CM Porto

Rua de Santa Catarina
19 Fevereiro, 2017 /

É a rua ideal para fazer compras. Com centenas de lojas e animação constante, tem muitos locais imperdíveis.

Com 1500 metros de extensão, a Rua de Santa Catarina, na Baixa do Porto, é o local preferido por portuenses e turistas para fazer compras. Parte desta rua é pedonal, o que a torna no lugar perfeito para ver montras, comprar desde vestuário até produtos tradicionais portugueses ou até artigos de artesanato em bancas colocadas ao longo dos passeios. Tornou-se também um local de animação permanente, graças aos muitos artistas de rua que todos os dias atuam para quem passa.

As lojas mais tradicionais juntam-se a marcas internacionais, criando uma oferta comercial capaz de agradar a todos os gostos. Os cafés, restaurantes e esplanadas permitem descansar do passeio ou sentir um ambiente cada vez mais cosmopolita.

Dada a sua localização central, é também o ponto de partida ideal para um passeio à descoberta do Porto.

Pontos de interesse

Café Majestic – Inaugurado em 1921, é o café mais famoso do Porto. Um espaço requintado e cheio de glamour, com uma decoração única onde se destacam os espelhos, a imponente entrada e um pátio interior.

Capela das Almas – Construída nos princípios do séc. XVIII, esta capela destaca-se pela fachada coberta de azulejos, representando passos da vida de S. Francisco de Assis e de Santa Catarina.

Decoração Arte Nova – as fachadas da Ourivesaria Reis & Filhos e da Livraria Latina Editora, ambas junto à Igreja de Santo Ildefonso, estão decoradas com esculturas em ferro fundido no estilo Arte Nova

Via Catarina – instalado num edifício que já serviu de sede para um jornal, este centro comercial, para além de dezenas de lojas, tem uma área de restauração que faz lembrar uma rua típica da cidade

Pérola Negra: noites vintage no coração da Baixa
19 Fevereiro, 2017 / ,

O Pérola Negra recupera o espírito das noites dos anos 80 e 90 num espaço que mantém a estética “retro” e algo burlesca e onde a diversão é garantida.

É um dos mais recentes espaços de diversão noturna na cidade do Porto. O Pérola Negra, que durante mais de 40 anos funcionou como boîte destinada ao público masculino, manteve a decoração onde predominam madeiras escuras, as paredes com espelhos e bancos forrados a vermelho em redor de pista de dança com estrado e bola de cristais.

Hoje é um local de diversão para várias gerações, localizado em plena Baixa e, por isso, ideal para uma noite bem passada. Para além deste novo conceito de “um espaço para todos”, o Pérola Negra aposta também em recuperar o espírito das noites dos anos 80 e 90, quando a noite começava com a abertura da pista de dança, com efeitos de fumos e uma música específica. Depois, e à medida que as horas passam, a música torna-se mais atual e a pista é invadida pelos mais recentes hits da música de dança.

Rua de Gonçalo Cristóvão 284, Porto

Informações/Reservas telf-935200913

Fantasporto: cinema fantástico no Rivoli
19 Fevereiro, 2017 / ,

Entre 20 de fevereiro e 4 de março o Festival Internacional de Cinema do Porto- Fantasporto vai mostrar 132 filmes de 35 países, incluindo antestreias mundiais.

Classificado entre os 10 melhores festivais independentes do mundo, o Fantasporto faz parte da tradição cultural da cidade. A 37ª edição apresenta a melhor seleção de cinema fantástico e contemporâneo em forma de longas e curtas-metragens, cinema de animação e experimental.

A abertura oficial será feita com The Age of Shadows” de Jee-woon Kim. Em estreia mundial estará “The Evil Within” (EUA), o único filme realizado pelo falecido Andrew Getty. Foram também selecionados filmes premiados em Cannes, Locarno, Veneza ou Toronto. Nas retrospetivas, destaque para o Cinema de Ação de Taiwan e para uma seleção do moderno cinema argentino.

Uma das novidades deste ano será a Secção “Mini Me”, dedicada ao público infantil  e pré- adolescente. A programação paralela inclui também conferências, workshops e uma exposição.

Teatro Municipal Rivoli, Porto

Bilhetes: 5 euros (exceto para as sessões de abertura e encerramento)